O Dia em que Keith Richards quase esfaqueou Donald Trump

O último concerto do braço norte-americano dos Rolling Stones, realizado no Convention Center de Atlantic City no dia 20 de dezembro de 1989, foi patrocinado por Trump. No entanto, havia um acordo entre a banda e o empresário, proibindo-o de se envolver em tudo relativo à produção do evento e até mesmo de assistir ao show. Uma regra que Donald Trump quebrou quando, em determinado momento, convocou uma coletiva de imprensa na sala que era destinado aos Rolling Stones.

As equipes de Trump e dos Stones tentaram resolver o impasse para que Trump abandonasse as instalações, mas não conseguiram. Foi então que Keith Richards interviu. Reza a lenda que o guitarrista puxou uma faca, colocou-a em cima da mesa e soltou: “Ou ele, ou nós”. O ambiente ficou tenso, com bate-bocas de ambos os lados, que só cessaram quando Trump e seus assessores abandonaram a sala, acompanhados por seus seguranças. Segundo quem estava no local, a equipe de Trump já estava preparada para qualquer eventualidade mais violenta, enquanto o chefe de segurança dos Stones reuniu quarenta membros de sua equipe armados com barras de ferro, tacos de beisebol e chaves de fendas para defender Richards e a banda.

No final, cada um seguiu o seu caminho.

(Fonte: www.whiplash.net)