Foto: Susi Tesch

Folk, pero no mucho: à vontade, Ira! contagia os fãs em Porto Alegre

Paulo Egídio, especial para a Rádio Pirada
pauloegidiors@gmail.com

Fotos: Susi Tesch

A proposta era uma apresentação intimista, com base no folk, pouco instrumentos e, portanto, mais leve. Contudo, não faltou bom rock n’ roll durante o show do Ira! no auditório Araújo Vianna, em Porto Alegre, no último sábado (7). Em um palco com molduras brancas vazadas, que permitia um excelente jogo de luzes, Nasi e Edgard Scandurra tocaram por quase duas horas, levantando a plateia várias vezes com hits bem distribuídos durante o repertório. Eram 21h11 quando as luzes do teatro se apagaram e o palco foi iluminado. Dois minutos depois, a mão esquerda de Scandurra começou a dedilhar no violão as primeiras notas de Mudança de Comportamento...

Artistas, Bandas, Blogroll, Noticias Veja mais ...

A banda Laranja Freak lança o seu novo disco “Alguns Janeiros nas Costas”.

A banda Laranja Freak está divulgando seu novo álbum “Alguns Janeiros nas Costas” lançado em setembro de 2016, pela gravadora Baratos Afins, e encontra-se disponível em diversas plataformas digitais. O disco foi gravado em Porto Alegre no estúdio Dreher pelo Thomas Dreher, composto por doze faixas e cheio de participações especiais, como a do irreverente Plato Divorak. A banda Laranja Freak conhecida pela sua “Música Psicodélica Frenética” é composta por Ricardo Farfisa (vocal, teclado e guitarra), Evandro Martins (baixo), Miro Rasolini (bateria), Ivanez Bernardi (vocal e guitarra), Alexandre Abreu (guitarra), surgiu em 1997 em Porto Alegre. A banda mistura Jovem Guarda, Psicodelia e Rock...
Álbuns, Artistas, Bandas, Blogroll, Podcast Veja mais ...

Por que Joe Satriani não quis tocar no Deep Purple?

Enquanto desenvolvia uma reputação como guitarrista notável, o guitarrista Joe Satriani se viu em um dilema – quando Ritchie Blackmore deixou o Deep Purple, a banda chamou-o para se tornar um membro oficial. Foi uma decisão difícil.

“Eles eram, e são, uma grande banda e funcionam como uma grande e funcional unidade de rock, e eu era um artista solo que fazia coisas das quais as pessoas gostavam. Se eu tivesse entrado, eu teria que diminuir esse meu lado pra me tornar um membro do Purple e dar a eles o tempo e o respeito que eles mereciam e eu realmente não estava pronto pra isso”.

“E, é claro, eu estava preocupado em ter Ritchie Blackmore nos meus ombros. Eu era e ainda sou um grande fã de sua música e você realmente não pode substituir alguém como ele”.

“Eu falei sobre isto c...

Artistas Veja mais ...